Fernando A Freire

Amar a dois sobre todas as coisas

Textos

UM CRIME MAIS-QUE-PERFEITO


Se um crime é perfeito,
desafia a ação policial.

Até aí, tudo é normal.

Se é mais-que-perfeito,
desafia as leis da física
e iguala procuradorias,
mordomo, condôminos,
o porteiro (tudo anotou),
mandante (se mandou),
o exímio milico-atirador,
doutores da defensoria,
o genial advogado geral,
o superministro federal...
...     ...     ...     ...     ...
com as supermalícias e
estultícias das milícias.

E ao povo se enganou
com o maldoso desdizer
dum entrevistado na TV,
ainda no estágio inicial:
"Morreu... fazer o quê?!"

E toda uma luta acabou
com um simples funeral,
etc. e "et coetera" e tal...
Fernando A Freire
Enviado por Fernando A Freire em 31/10/2019
Alterado em 04/11/2019


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras